33º colóquio da lusofonia Belmonte  9-10 ABRIL 2021

 

inSCRIÇÃO

|COMISSÕES 33º

|COMISSÃO CIENTÍFICA

|TEMAS

|BIODADOS PATRONOS|

INSTRUÇÕES PUBLICAÇÃO

| HISTORIAL CURTO AICL| 

 HISTORIAL LONGO

atas pdf   atas docx

oradores htm |ORADORES PDF | participantes htm |  participantes PDF |

 horário docxHORÁRIO PDFprograma docx  programa pdf

A Lusofonia é uma capela sistina inacabada; é comer vatapá e goiabada, um pastel de bacalhau ou cachupa, regados com a timorense tuaka ao ritmo do samba ou marrabenta; voltar a Goa com Paulo Varela Gomes, andar descalço no Bilene com as Vozes anoitecidas de Mia Couto, ler No país de Tchiloli da Olinda Beja, rever os musseques da Luuanda com Luandino Vieira, curtir a morabeza cabo-verdiana ao som De boca a barlavento de Corsino Fontes, ouvir patuá no Teatro D. Pedro IV na obra de Henrique de Senna-Fernandes e na poesia de Camilo Pessanha; saborear a bebinca timorense em plena Areia Branca ao som das palavras de Francisco Borja da Costa e Fernando Sylvan, atravessar a açoriana Atlântida com mil e um autores telúricos, reencontrar em Salvador da Bahia a ginga africana, os sabores do mufete de especiarias da Amazónia, aprender candomblé e venerar Iemanjá, visitar as igrejas e casas coloridas de Ouro Preto, Olinda, Mariana, Paraty, Diamantina, e sentir algo que não se explica em Malaca, nos burghers do Sri Lanka, em Korlai ou no bairro dos Tugus em Jacarta. É esta a nossa lusofonia. 

 

CENTUM CELLAS, O MEU MONUMENTO FAVORITO https://youtu.be/iWIc4cav_kw

LEIA o que a VISÃO diz sobre os colóquios

PORTAL AICL WWW.LUSOFONIAS.NET  © Copyright 2020 AICL

Convidados ESPECIAIS luís filipe sarmento Image may contain: Luís Filipe Sarmento, beard, drink and outdoor

    o regresso da guitarra mágica da Galiza por Isabel Rei

Image result for ISABEL REI